Enquanto Isso… nos Quadrinhos | Cuidado com o Omnibus

Marvel e DC testaram formatos de republicação desde os anos 1980, começando pelas capas duras nos Marvel Masterworks (no Brasil, Coleção Histórica) e nas DC Archive Editions ou DC Chronicles. Como o nome diz, só republicavam material clássico. Nos anos 1990, a Marvel veio com os Essentials: volumões de umas 500 páginas, em preto e branco, do mesmo tipo de material – e bem baratos. Anos depois a DC criou um formato parecido, o Showcase Presents.

Foi nos anos 2000 que as duas editoras começaram a colecionar quase tudo que já tinham publicado. Começava pelos encadernados simples, ou trade paperbacks. Algumas coisas saíam em capa dura. As grandes livrarias online cresceram junto, vendendo esse material com desconto em relação às comic shops.

Se ia ter desconto, quem sabe apostar em preços mais altos? Baseado nos DVDs Edição de Colecionador, Scott Dunbier criou na DC/Wildstorm um formato de altíssimo luxo, o Absolute: tamanho avantajado, capa dura, papel grosso, sobrecapa, estojo e um monte de extras. O primeiro foi o Absolute Authority, de 2002.

Já saíram mais de uma centena de Absolutes, reservados a material comprovadamente clássico (ou que a editora quer que vire clássico). Custam na faixa dos 100 dólares e giram em torno das 250 páginas. Os Omnibus vieram logo depois, com menos luxo (sem estojo, geralmente sem extras, papel mais fino), mesmo preço e mais parrudos.

Hoje também se encontra nos EUA as Ultimate Collections, as Epic Collections, as Deluxe Editions e outros formatos de luxo, de peso ou das duas coisas. Você pode ter, por exemplo, Uncanny X-Men 1 a 30 em um Omnibus (preço de capa: 100 dólares), em uma Epic Collection e meia (40 dólares cada) ou em três Marvel Masterworks (50 dólares cada).

Sandman completa? Em três Omnibus (150 dólares cada), seis Absolutes (US$ 100, cada), treze coletâneas (US$ 20, cada – também num box set por 250) e, em breve, numa coleção Deluxe Edition que deve fechar em seis volumes (US$ 50, cada).

A última novidade no ramo dos quadrinhos de luxo? As King-Size Editions da Marvel. Steranko Is Revolutionary, que saiu no mês passado, com tudo que o autor clássico fez em Nick Fury, Agent of S.H.I.E.L.D., tem 336 páginas em capa dura e formato 38×57 cm – maior que um recém-nascido. Pesa quase seis quilos e o preço de capa é US$ 125.



via Omelete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.