587. Esse foi o total de vezes em que eu “morri” durante a minha jornada pelo Capítulo 9 de Celeste, que oferece um adeus agridoce à jornada de Madeline — o “azedo” porque é o fim e o “doce” é por oferecer uma das experiências mais honestas e sinceras que já tive com jogos.

Madeline, agora, está passando por algo que muitos de nós já tiveram que passar (e ainda vão passar): a perda. A Vovó já não está mais aqui e é terrivelmente assustador pensar em encarar o mundo sem ela.

Ainda em negação, a protagonista parte em uma nova jornada que, a princípio, é para “salvar” a Vovó e trazê-la de volta. Mas não demoramos para perceber que ainda se trata de uma luta interna dela mesma.

Superar uma perda é extremamente difícil e, às vezes, pode parecer até algo impossível. E era exatamente assim que eu me senti enquanto avançava pelo emaranhado de fases complicas e cheias de puzzles do último DLC do jogo indie.

Um timing errado, uma pequena distração ou apenas um deslize de dedo, me fazia voltar lá para a área do checkpoint, me forçando a tentar superar o caminho tudo de novo.

Entre xingamentos e (quase) arremessos de controle, eu me pegava sorrindo e comemorando quando conseguia superar os obstáculos (e aqueles malditos peixes explosivos). Além de tentar me automotivar pensando: “eu vou conseguir!”, quando parecia que eu não ia avançar de jeito nenhum.

Deitar e pensar na vida. Quem nunca fez isso?

Essa não foi a primeira vez que eu joguei algo que aborda um tema como esse e também não será a última. Mas o que me faz pensar que Celeste se destaca entre os demais é por existir essa sintonia tão grande entre a história e o gameplay — além de, claro, ter personagens tão humanos.

No fim, percebemos que a perda é inevitável. O luto também. Mas as memórias são eternas e deveríamos ser gratos pelo que pudemos viver e experienciar. E é Theo quem explica perfeitamente esse sentimento: “É horrível que eles tenham partido. Mas, pelo menos, pudemos compartilhar a Montanha com eles.”

Dizer adeus não é nada fácil, mas que bom que sempre vou ter lembranças para compartilhar sobre esse jogo. Obrigada por tudo, Celeste!


Celeste está disponível para PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch e PC. O último DLC é totalmente gratuito.





Retirado do NerdBunker

E aí, o que achou?!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.