O cinema hoje é feito de marcas. Produtos. Não é algo ruim, só é sinal dos tempos: hoje quem domina as bilheterias mundiais são propriedades intelectuais poderosas. Uma espiada nos cinco maiores sucessos mundiais de 2019 até agora mostra que o cinema é só parte de uma engrenagem que move outros produtos e plataformas. Vingadores: Ultimato, campeão supremo com quase 2.8 bilhões de dólares em caixa, movimenta um mercado gigantesco muito além dos cinemas. Ele é seguido por O Rei Leão, Capitã Marvel, Homem-Aranha: Longe de Casa e Aladdin – super-heróis, novas versões de desenhos animados clássicos, histórias e personagens conhecidos, ofertados com uma nova roupagem. O cinema, entretanto, não pode sobreviver apenas com marcas, com o lançamento estourado da semana. Sua longevidade a longo prazo repousa em boas histórias, o que por sua vez estimula o hábito de ir ao cinema. E boas histórias precisam de diversidade. Estimular diversos sentidos e emoções. Surpreender! Era Uma Vez em Hollywood cumpre exatamente essa função – e por isso é tão vital para a máquina da cultura pop.

UOL Cinema

Comments

comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.